Blog

Lidando com a Espiritualidade

Há uma grande crise na espiritualidade mundial. As religiões espiritualizadas e que envolvem o fenômeno mediúnico estão estagnadas, não estão acompanhando a evolução do ser humano e nem a evolução energética pelo qual nosso planeta está passando já há alguns anos.

Estamos passando por um momento vibracional complexo, onde a malha energética planetária está se modificando e exigindo que nossos corpos, do mais denso ao mais sutil, vibrem até se adequar. Simultaneamente e devido a este fato, emergem cada vez mais situações que demonstram que existe muita manipulação por parte de pessoas inescrupulosas que extorquem e abusam da confiança de pessoas crédulas de forma emocional, financeira, sexual. Estão por aí nas mídias os casos de pedofilia e abuso nas mais diversas religiões e seitas espalhadas pelo Brasil e no mundo.

                A forma que escolhi para desenvolver minha espiritualidade tem a ver com meu modo de interpretar a espiritualidade, tem a ver com a minha sensibilidade e de muita leitura para haver compreensão dos acontecimentos da espiritualidade na minha e na vida de outras pessoas. E, também, do permitir-me experienciar e circular por diversas religiões e doutrinas religiosas, conhecendo os fundamentos, manifestações e ritualísticas.  Isto me fez criar um ideal de como conduzir e praticar minha espiritualidade e do que é bom para mim, pinçando conhecimentos de uma e trazendo para meu dia a dia, para minha realidade e necessidade de fazer bem ao meu ser, aquilo que me acrescenta.

Com base nessa nova espiritualidade, desenvolvi este trabalho de orientação, um trabalho que tem a função norteadora e ao mesmo tempo esclarecedora para aqueles que se sentem tocados pela espiritualidade e não a compreendem.

Quando a espiritualidade se manifesta na vida das pessoas, conscientemente a grande maioria se diz despreparada e que não quer nada com este assunto e não quer “isso” para sua vida, por exigir dedicação e ser muita responsabilidade abrir mão de sua vida para “servir ao mundo espiritual e aos outros”.

Uma das primeiras coisas que aprendi foi a ser responsável por tudo aquilo a que a espiritualidade me impõe e expõe com base em minhas crenças e escolhas. Costumam chegar para atendimento, muitas pessoas que se veem “afetadas” por sua espiritualidade manifesta a qual as mesmas renegam.

Como pode uma pessoa com sua sensibilidade aflorada conseguir discernir sobre algo que ela desconhece? Algo que ela não tem interesse, nem mesmo em descobrir o que está por detrás daquela manifestação, o porquê disso estar acontecendo com ela neste momento.

Com base em todos estes fatos foi que criei este atendimento chamado “ORIENTAÇÃO ESPIRITUAL”. Minha meta neste atendimento é perceber que tipos de manifestações estão acontecendo na vida das pessoas e direcioná-las para um aprendizado, seja ele por estudo através de leituras ou mesmo educando-as espiritualmente a como lidar com a espiritualidade e suas manifestações, nem sempre tão agradáveis quanto necessárias.

Atendi e atendo muitos adolescentes e até adultos, cuja espiritualidade se faz desperta e, que se trancaram em casa por não a compreenderem, por medo ou por falta de estrutura familiar no assunto. Ver espíritos, ser abordado (tocado) espiritualmente, sofrer ataques energéticos, opressão mental, ouvir vozes, pesadelos. São vários os “sintomas espirituais” e só existe uma saída: enfrentar e aprender como lidar com estes novos fenômenos que passam a fazer parte de suas vidas.

Claro que minha função de orientar não basta. É preciso também dar este suporte, ensinando como lidar com estas situações. Estas pessoas precisam recuperar o controle de suas vidas, libertar-se destas opressões, amadurecerem espiritualmente e seguirem livremente seus caminhos e suas escolhas.

Feito isso, a pessoa reassume sua vida e carrega consigo esta espiritualidade que tanto a “incomodou”. Mal sabe ela que era apenas o seu momento de despertar, de aprender que somos muito mais do que este corpo físico limitante. Que a vida continua quando saímos desta frequência vibratória ao dormirmos ou descartamos nosso corpo físico para trilhar outras dimensões do espírito através da morte.

Jorge Azevedo

Jorge Azevedo

Deixe seu comentário

Fechar Menu